Um canto para leitura e reflexão

Posts marcados ‘reparador’

Reparadores de Brechas

O texto de Ezequiel 22.13-31 apresenta o relato da corrupção da liderança de Israel. O Senhor diz que os profetas, os sacerdotes e os príncipes, a liderança de Israel estava corrompida. O que prevalecia era e corrupção, a ganância e a extorsão. Os profetas falavam enganosamente, os sacerdotes não distinguiam o sacro do profano e os príncipes exploravam o povo. Então Deus diz: “E busquei dentre eles um homem que levantasse o muro, e se pusesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei” (v. 30).
O muro, na época, era a segurança da cidade. Uma brecha no muro significava perigo para toda a cidade, pois o inimigo poderia bater com as máquinas de guerra na fenda e o muro desabar, expondo todos à morte. O profeta usa a figura da fenda no muro para chamar a atenção do povo, e principalmente da liderança, para as fendas na vida espiritual. Se a brecha no muro da cidade colocava em perigo o povo, a fenda na vida espiritual colocava em perigo a existência. Por isso o Senhor diz que “buscou” entre os líderes alguém que se colocasse na brecha para interceder pelo povo diante de Dele. O Senhor estava procurando alguém que, como Moisés, colocou-se diante de Deus suplicando que perdoasse o pecado do do povo, e disse que, se isso não fosse possível, que o Senhor o riscasse de seu livro. Moisés sabia do pecado do povo, mas ao invés de condenar, intercede, suplica. Ou, quem sabe, o Senhor estivesse procurando alguém como Abraão, que, ao saber da decisão do Senhor de destruir as cidades de Sodoma e Gomorra, se põe diante do Senhor a interceder. Abraão faz uma oração de alguém que sabe os pecados e erros do povo. Ela começa suplicando ao Senhor que não destrua as cidades, se ali se encontrarem 50 justos; com a aquiescência do Senhor, ele prossegue em sua oração reduzindo o número de justos a serem encontrados na cidade, para a salvação desta, até chegar a 10. Que belo exemplo de intercessão!
O Senhor diz, através de Ezequiel, que procurava alguém assim, um reparador de brechas. Aqueles que deveriam fazê-lo (profetas, sacerdotes e príncipes), não estavam fazendo. E eu, e você estamos fazendo? Estamos nos colocando como reparadores de brechas? A tristeza é que o Senhor conclui: “a ninguém achei”. Já imaginou? Ninguém! Que decepção!
O que se põe na brecha tem uma função dupla: para o povo – anunciar a verdade de Deus; para Deus – interceder pelo povo. Quando fizermos assim, quando nos tornarmos reparadores de fendas, poderemos ouvir do Senhor: “O Senhor te guiará continuamente, e te fartará até em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca falham. E os que de ti procederem edificarão as ruínas antigas; e tu levantarás os fundamentos de muitas gerações; e serás chamado reparador da brecha, e restaurador de veredas para morar” (Is. 58.11.12). Que Deus no abençoe!
Anúncios

Nuvem de tags