Um canto para leitura e reflexão

Posts marcados ‘bênção de Deus’

NÃO PERCA A APROVAÇÃO DE DEUS

Imagem

 

Como vai o seu viver diante de Deus? Você pode dizer com tranquilidade que tem Dele a aprovação? Hoje quero chamar sua atenção para o perigo de perdermos a aprovação de Deus. Há muita gente enganada, achando que Deus vai aprovar sua vida e suas ações pelo fato de terem cumprido ritos religiosos: frequentado a igreja, lido a Bíblia, sido batizado ou ofertado para a igreja. A história bíblica está repleta de exemplos de pessoas que foram aprovadas por Deus, mas que, por conta de seus desvios, Deus lhes retirou a aprovação. Diria que Deus lhes tirou a unção, a bênção.

Um destes, citado nas páginas das escrituras sagradas, foi Sansão. Sansão nasceu de forma milagrosa, através de uma promessa de Deus. Ele cresceu, “e o Senhor o abençoou, e o Espírito de Deus começou a agir nele” (Jz 13.24,25). Mas, Sansão era de um caráter fútil e envolveu-se com mulheres e a prostituição. O resultado deste estilo de vida foi o Senhor lhe retirar a aprovação (Jz 16.20). O homem que nasceu para liderar o povo de Deus, e livrá-lo dos filisteus, morreu cego, soterrado em um templo pagão.

Outro que perdeu a aprovação foi Eli. Eli liderou o povo de Israel por quarenta anos. Eli sabia dos pecados de seus filhos, mas não os disciplinava, apenas os reprendia verbalmente: “— Por que é que vocês estão fazendo essas coisas? Todos me falam do mal que vocês estão praticando. Parem com isso, meus filhos!” (I Sm 2.23,24). Como o sacerdote não disciplinou seus filhos, não os afastou do ofício sacerdotal, Deus mesmo decidiu discipliná-los. “Eu, o Senhor, o Deus de Israel, prometi no passado que a sua família e os seus descendentes me serviriam para sempre como sacerdotes. Mas agora eu digo que isso não vai continuar. Pois respeitarei os que me respeitam, mas desprezarei os que me desprezam. Olhe! Está chegando o tempo em que eu matarei todos os moços da sua família e da família do seu pai para que nenhum homem da sua família chegue a ficar velho. Hofni e Finéias, os seus dois filhos, morrerão no mesmo dia, e isso será uma prova para você de que o que eu disse é verdade”  (I Sm 2.30-31,34). Em uma batalha com os filisteus, os dois filhos de Eli foram mortos, e morreram também trinta mil israelitas, e os filisteus levaram a arca da aliança. O velho sacerdote, ao ouvir a notícia de que os filisteus haviam levado a arca, que Deus estava cumprindo a reprovação que havia prometido à sua descendência, caiu, quebrou o pescoço e morreu. Deus reprovou o sacerdote Eli.

As páginas das Escrituras estão repletas de exemplos de homens a quem Deus inicialmente aprovou, mas depois reprovou, porque suas vidas contradiziam a fidelidade do início. Foram homens que começaram bem, mas terminaram mal. Lembra de Saul? Salomão? Pois é, estes entram na lista dos aprovados no começo, mas reprovados no final. E você, como se encaixa neste quadro? “E tu, meu filho Salomão, conhece o Deus de teu pai, e serve-o com coração perfeito e espírito voluntário; porque o Senhor esquadrinha todos os corações, e penetra todos os desígnios e pensamentos. Se o buscares, será achado de ti; porém, se o deixares, rejeitar-te-á para sempre” (I Cr 28.9).

 Pr Gilvan Barbosa

Anúncios

Nuvem de tags