Um canto para leitura e reflexão

Posts marcados ‘Jubileu’

JUBILEU DE PÉROLA

HÁ MUITO QUE AGRADECER!

 “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito exulta em Deus meu Salvador” (Lc. 1.46,47). Esta é a expressão de minha alma neste momento, quando se aproximam os meus trinta anos de ministério pastoral.

Sou um piauiense, nascido em São Gonçalo do Piauí, sendo o mais velho de quatro filhos de Manoel do Rêgo Sobrinho (in memorian) e Helena Maria da Silva Rêgo. Casado com Maria de Jesus Coimbra Silva Barbosa, com quem tenho dois filhos: Maradi e Matteus Silva Barbosa. Convertido aos 16 anos de idade e batizado em 26/12/77, na Igreja Batista de Vermelha (Teresina/PI). Fui chamado por Deus para o ministério da pregação, em um culto de oração por Missões Mundiais, e consagrado, após dois anos como Evangelista, pela Igreja Batista de Alvorada (Teresina/PI), em 07/06/1982. Tenho muito a agradecer a Deus, a meus pais, à minha família, às igrejas, aos irmãos, à denominação, aos amigos… à vida.

GRATIDÃO A DEUS

  • Por permitir que um daqueles que pode dizer: “eu sou o menor dos apóstolos, que nem sou digno de ser chamado apóstolo” (I Cor. 15.9), seja seu embaixador na terra e pregador das boas novas de salvação, o Evangelho de Cristo Jesus. ESTA É UMA HONRA IMENSURÁVEL!
  • Por sua infinita, infinita, infinita misericórdia, a lembrar-me todos os dias: “sem mim você não pode nada, você não é nada” (Jo. 15.5).
  • Por me ter dado uma família de servos, que suportam as lidas ministeriais com alegria e vibração.
  • Por me ter dado familiares, irmãos em Cristo, colegas de ministério, colegas de trabalho, amigos que estabeleceram comigo relações saudáveis, nas quais, muitas vezes, uma palavra, um gesto, um e-mail (mesmo encaminhado) me desafia e me desperta para manter-me na trilha e focando o alvo maior: AGRADAR A DEUS.

 GRATIDÃO ÀS IGREJAS DE DEUS CHAMADAS BATISTA

  • Agradeço às igrejas que me permitiram liderá-las e servi-las em pastorados efetivos. Não foram muitas, mas sem elas eu não seria o pastor que sou, e não teria aprendido a lidar com as diferenças. Igreja Batista de Alvorada (Teresina/PI), que me permitiu pastoreá-la por 8 anos, aprendendo e reaprendendo como um jovem evangelista/pastor. Ali Deus nos deu preciosos frutos que estão espalhados por esta pátria levando a semente da salvação. Igualmente suas Igrejas Filhas: Igreja Batista Centenário (Teresina/PI), Igreja Batista Betel, hoje Segunda Igreja Batista do Saci (Teresina/PI). Igreja Batista Éden (Belém/PA), que pastoreei por 4 anos como seminarista/pastor, bem como suas Igrejas Filhas: Congregação Batista de Águas Negras (Belém/PA), Igreja Batista de Recanto Verde (Belém/PA). Igreja Batista de Cremação, que me permitiu pastoreá-la por 8 anos e experimentar um programa missionário edificante. Suas Igrejas Filhas foram fruto desta obra missionária: Igreja Batista de São Domingos do Capim (S. D. do Capim/PA), PIB do PAAR (Ananindeua/PA), Igreja Batista do Roraima-Amapá (Ananindeua/PA), Congregação Batista Emanuel (Ananindeua/PA), Congregação Batista de Soure (Soure/PA), Congregação Batista do Moju (Moju/PA) e Congregação Batista Vida Nova (Parnaíba/PI), hoje Igreja Batista Nova Aliança. A Primeira Igreja Batista em Teresina que há três anos tem nos acolhido, amado, sustentado e vivido conosco a experiência e o desafio de buscar plantar uma igreja em cada cidade deste nosso Estado do Piauí. Em três anos Deus nos deu 11 (onze) congregações e este ano de 2012 chegaremos a 12 (doze) congregações. Esta é uma aventura de milagres. Isto só tem sido possível porque a PIB em Teresina tem cumprido o que fizeram as igrejas da Macedônia: “e não somente fizeram como nós esperávamos, mas primeiramente a si mesmos se deram ao Senhor, e a nós pela vontade de Deus” (II Co 8.5)
  • Minha gratidão também às igrejas que pude ajudar em PASTORADO INTERINO: PIB de Santo Antônio do Tauá (Santo Ant. do Tauá/PA), PIB do Tapanã (Belém/PA), PIB do Guamá (Belém/PA), Igreja Batista Nova Jerusalém (Ananindeua/PA) e Igreja Batista Boas Novas (Ananindeua/PA).

GRATIDÃO AOS COLEGAS DE MINISTÉRIO que, no processo ensino-aprendizagem se deixaram ensinar, e também ensinaram, em um caminhar de discipulado que transcendeu a letra, e alcançou a vida. Alguns caminharam desde as primeiras letras, outros apenas nas primeiras letras, e alguns apenas por momentos de direção, aconselhamento, em um partilhar de visão de mundo, de vida e de reino de Deus. Estas vidas me são inspiração, e, nos momentos de desânimo, a energia para continuar com alegria e determinação. Muitos destes são pastores, outros líderes de igrejas, mas todos são colegas de ministério.

GRATIDÃO AOS PAIS NA FÉ

Estes foram os instrumentos em momentos decisivos de minha caminhada.

Diác. Florêncio Ribeiro de Carvalho (Teresina/PI), que me conduziu nos primeiros passos da vida cristã.

Pr. José Pereira da Costa e Silva (Timon/MA), que me oportunizou pregar o primeiro sermão.

Mis. Peggy Pemble (EUA), que me concedeu a visão missionária e da necessidade de plantar igrejas.

D. Ida de Freitas Dias Pereira (in memorian), que me ensinou o valor da integridade e dedicação ministerial.

Pr. Francisco Terceiro da Cunha (RJ), que me deu as primeiras aulas quando desejei aprender mais da Palavra de Deus.

Pr. Donald Spiegel (EUA), que me ofereceu sermões e me orientou na vida prática da igreja.

Dr. Antonio Peres Parente (Teresina/PI), que me possibilitou a primeira experiência de dirigir uma congregação.

D. Maria do Amparo Rocha Aguiar, que me apoiou na liderança no primeiro ministério e partilhou de minhas dúvidas e deficiências.

Pr. Orman W. Gwinn, que me permitiu ingressar no Seminário no meio do semestre, e me possibilitou exercer, por vários anos, a função de monitor.

GRATIDÃO AOS QUE ORAM por minha vida e ministério. Estes são muitos, que é impossível mencionar, mas sei que sem eles Deus não faria o que faz comigo. Sem estas orações o meu ministério não teria unção.

GRATIDÃO À DENOMINAÇÃO que tem me tem permitido usar os dons concedidos pelo Senhor em várias funções, na busca de formar líderes segundo o coração de Deus.

            *Convenção Batista Piauiense como Diretor de Evangelismo cuja ênfase foi o treinamento em Testemunho pessoal e mutirão na abertura de igrejas.

            *Junta de Missões Nacionais como Coordenador do Pólo Estratégico de Belém, tendo a centralidade no discipulado e o inicio do que hoje é chamado LIBRAS.

            *ABBAR como Secretário Executivo, onde os programas centrais eram: trabalho social e de construção. Sob a liderança dos irmãos Dr. José Maria Lobato, Dra. Suzana, Dra. Ruth Brazão, Dra. Giseuda e Ellen Nery Chaves foi possível oferecer atendimento de qualidade aos carentes de Belém uma vez ao mês. O grupo de “Missionários Construtores” liderados pelos irmãos Mário Gomes, José Venicius e Vicente possibilitaram recuperação de templos, batistérios, construção de casas pastorais, em parceria com os irmãos americanos, como: Congregação Moriá, Igreja de Recanto Verde e Nova Marambaia. A percepção foi clara: tudo o que Deus precisa para realizar sua obra está no meio de seu povo, basta cada um colocar o que tem e o que sabe à disposição do Senhor.

            *STBE tendo iniciado como aluno, passando pela liderança dos alunos, professor, Coordenador de Curso, Vice-Reitor, Reitor Interino e Diretor Geral. Nenhum trabalho foi feito sem o apoio de igrejas, pastores, professore, alunos, funcionários, e, por uma equipe de ouro: Pr. Alexandre Aló (Vice-Diretor), Pr. Ronaldo Fermiano de Souza (Dir. Adm. e Financeiro), Profa. Vanja Terra e Gabriela Campos (Secretárias). O STBE foi minha casa, minha escola, meu trabalho, meu ministério, minha família por mais de 20 (vinte anos).

*CONVENÇÃO BATISTA BRASILEIRA que, através de sua liderança, especialmente de seu Diretor Geral, Pr Sócrates Oliveira de Souza, tem me permitido servir e me apoiado no caminhar ministerial. Vejo meus líderes como inspiração para que seu seja aprovado naquilo que faço para o meu Salvador e Senhor, Jesus Cristo.

Se você leu estas linhas até aqui, obrigado! E se conseguiu chegar até aqui, sinta-se convidado a agradecer a Deus comigo e com a PIB emTeresina. Gostaria ainda de lhe pedir um presente: uma Bíblia na linguagem de hoje. Esta será para o projeto missionário de plantação de uma igreja na cidade de Santa Cruz dos Milagres (PI). Já compramos a casa e estamos esperando Deus nos mandar um casal de missionários, para que possamos iniciar a Congregação.

“O maior bem não são as coisas ou o dinheiro, não é a natureza ou o ecossistema; o maior bem existente é o ser humano. O homem é o foco de Deus; o homem é o alvo de Jesus. O ser humano é eterno, e em função dele Deus criou tudo. O foco de todo ministro de Deus tem que ser o homem, para apresentá-lo a Deus santo e irrepreensível” (Pr. Gilvan Barbosa Sobrinho).

Deus o abençoe!

Anúncios

Nuvem de tags