Um canto para leitura e reflexão

Posts marcados ‘batista’

Por um avivamento bíblico e transformador

Veja como foi a palavra do Pastor Paschoal Piragine Júnior, presidente da CBB

Redação da CBB

O tema “Por um avivamento bíblico e transformador” foi abordado pelo pastor Paschoal Piragine Júnior, presidente da Convenção Batista Brasileira. O orador fez um comentário inicial de glorificação a Deus pelos 48 batismos de ex-dependentes químicos da Cracolândia, realizados pela PIB de São Paulo naquela tarde em Foz de Iguaçu. Inicia o sermão compartilhando de sua experiência de conversão aos 12 anos de idade. Declara que tem orado desde tenra idade por um avivamento verdadeiro. Destacou que nosso papel é o de construir o cenário propício a um avivamento. Fundamentou sua palavra no texto de 2 Crônicas 29. 1 a 5 e orou a Deus suplicando sua unção e direção. A primeira afirmação foi impactante, “ninguém pode produzir um avivamento”, só Deus pode fazer esta obra.

Neemias foi um homem que Deus usou para construir um cenário para um grande avivamento. Destacou os versos 5 a 11 de 2 Crônicas 29 e mostrou o contexto histórico que serviu de cenário para que Deus pudesse mandar um verdadeiro avivamento, lembrando a tradição religiosa idólatra de adoração a Maloque com sacrifício de crianças. Fez uma analogia da acomodação à qual muitos se entregaram na época do rei Ezequias, com as realidades contemporâneas imorais, como a chamada Europa pós-cristã e também em outras regiões do mundo, inclusive o Brasil.

O rei Ezequias fez uma convocação a sacerdotes e levitas. Embora nem todos o atenderam, Deus fez algo extraordinário a partir dessa convocação de Ezequias. A partir da experiência de uma liderança acordada, Deus pôde mudar nossas vidas e nossa nação. Pr. Piragine fez menção ao texto de Josué 3.5 “Disse Josué ao povo, santificai-vos porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós”, para enfatizar que precisamos buscar a glória de Deus e não buscar glória para nós.

Dessa forma o presidente da CBB enfatizou que santificar envolve algumas ações que Deus quer trabalhar em nós:

1º. Limpeza de valores: A partir da qual estruturaremos nossos pensamentos e nossas atitudes. Para acontecer a limpeza dos valores faz-se necessário um movimento de oração (versos 29 a 30). O sermão foi permeado com ilustrações, ora extraídas da experiência pessoal do pregador, ora da história e ora da literatura, sempre alusivos ao avivamento. O pregador afirmou que Deus permitiu situações de perda e de crises em nosso contexto denominacional, certamente em função da nossa necessidade de quebrantamento e de humilhação.

2º. Quebrantamento que nos leva a crer no poder interventor de Deus: Quando nos lançamos a essa experiência de buscar a santificação, nós vamos ser confrontados pelo poder do inferno. Por isso precisamos orar e confiar na intervenção de Deus. Aplicando o texto bíblico e ilustrando suas verdades com fatos ocorridos em sua experiência pastoral, o pregador ensinou que Deus intervém, muda cenários, reverte quadros tristes e inaugura horizontes. Quando Deus intervém acontece transformação. O pregador alude à Campanha dos 100 dias de oração (Campanha onde os batistas serão convocados a orar pelo Brasil), para enfatizar que se desejamos avivamento verdadeiro em nossas igrejas e nossa denominação, precisamos levar a sério a oração.

O segredo para um avivamento não está nos métodos e estratégias, mas na presença abençoadora de Jesus.Quando Jesus abre uma porta, ninguém a fecha. “Vamos orar, para Deus fechar as portas das Cracolândias e abrir as portas das Cristolândias”, desafiou o pregador.

3º. Grande movimento de missões (2 Crônicas 30. 5 e 6): A pregação do evangelho e o envolvimento em missões demandam da santificação e da oração. Deus está no controle de todas as coisas e comanda nossas vidas, para que as suas estratégias para ganhar o mundo para Cristo, sejam executadas. Se oramos e buscamos a santificação, Deus naturalmente agirá em nós. Santificação, oração e missão resumem o plano de Deus para um avivamento.

O pastor Paschoal Piragine Júnior finalizou sua palavra exibindo um vídeo de ummomento em culto de sua igreja, quando uma irmã acometida de paralisia cerebral pediu para cantar uma canção de adoração a Deus e, ao fazê-la, abençoou a igreja. O vídeo também abençoou e impactou o plenário da 92ª. Assembleia da Convenção Batista Brasileira. A música que a jovem cantou foi “Quão grande é o Senhor”.

Fonte: O Jornal Batista de 05/02/2012, p. 10

Anúncios

Nuvem de tags