Um canto para leitura e reflexão

Posts marcados ‘Papai Noel’

TROQUE O PAPAI NOEL PELO PAPAI DO CÉU

Troque o Papai Noel pelo Papai do Céu

Atribui-se a frase “uma mentira mil vezes repetida se torna uma verdade autenticada” a Joseph Goebbels, ministro das comunicações do regime nazista. A ideia de Goebbels era repetir os princípios do nazismo tantas vezes, em uma espécie de lavagem cerebral, que o povo os incorporasse como verdades absolutas. Após tantos anos da queda do nazismo, e dos malefícios que este regime totalitário trouxe à humanidade, a filosofia de Goebbels é experimentada no mundo atual em relação ao Natal. De tanto se divulgar a ideia do Natal como uma festa do Papai Noel, de tanto visualizarmos sua imagem, de ouvirmos músicas, de participarmos de festas, de sermos estimulados a dar presentes, porque o bom velhinho assim ao fazia, o mito, a mentira, tornou-se uma “verdade” autenticada. Muitas crianças não sabem mais que Natal é o nascimento de Cristo. Papai Noel tornou-se mais popular, na festa de Cristo, que o próprio Cristo. A consequência natural é que o Natal deste mundo não é o Natal Bíblico. O Natal de nossa sociedade não é o Natal de Jesus. O Natal do mundo ao nosso redor não é cristão.

O Natal bíblico e cristão, verdadeiro e da verdade, foi aquele que experimentaram os pastores, na noite em que Jesus nasceu (Lc 2.8-20). Eles guardavam seus rebanhos no campo e receberam o anúncio do nascimento de Jesus por um anjo. O anjo lhes disse que aquela notícia era uma boa nova para todos os povos. Eles largaram os rebanhos no campo e foram ver a “boa nova” concretamente. Quando encontraram o menino, não só anunciaram a todos, mas também glorificaram a Deus.

Natal a é isto: um encontro de glorificação a Deus pelo nascimento de Jesus. Natal é um “ir apressadamente” a Jesus. Natal é Jesus no centro; no centro da festa, no centro da vida, no centro da família. Natal sem Jesus é festa pagã. E é isto que estamos oferecendo a nossos filhos, uma festa pagã. Colocamos a figura de Papai Noel no centro e tiramos Jesus. Oferecemos presentes uns aos outros e não oferecemos nada a Jesus. Agradecemos aos homens, mas esquecemos de agradecer a Deus por Jesus. Lembramos o trenó e esquecemos a manjedoura. De fato, devemos olhar a manjedoura e contemplar a cruz, pois foi para isto que Jesus veio. Sem Natal não teríamos esperança e não poderíamos ser salvos.

Diante do exposto, como crentes em Cristo Jesus, precisamos tomar algumas atitudes:

  1. Reúna a família e agradeça a Deus a salvação em Cristo Jesus, isto é o Natal;
  2. Relembre a seus filhos a história do nascimento de Jesus, explique porquê Jesus nasceu, mostre-lhes o grande amor de Deus para conosco;
  3. Retire de sua casa a figura do Papai Noel, não deixe que seus filhos vivam uma mentira como se fosse verdade;
  4. Partilhe com as pessoas ao seu redor trechos dos evangelhos que contam a história do Natal;
  5. Tenha, durante as comemorações do Natal, uma atitude de gratidão a Deus pelo nascimento de Jesus, e faça uma renovação de compromisso e fidelidade ao Senhor. Se Ele “não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz” (Fl 2.6-8), não podemos fazer menos, ou podemos?
  6. Por último, lembre-se da recomendação bíblica: “pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros” (Ef 4.25). Este deve ser um compromisso meu e seu. Papai Noel como sinônimo de Natal é uma mentira.

 Diga a todos: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz” (Is 9.6). Proclame como o anjo aos pastores: “Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo: É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor” (Lc 2.10-11)

 Pr Gilvan Barbosa

Anúncios

Nuvem de tags