Um canto para leitura e reflexão

O que é a Páscoa? Quando faço uma pergunta como esta, olho para o futuro com preocupação, pois, ao longo dos anos, temos deixado de relembrar às nossas crianças o sentido das comemorações cristãs. Para muitos cristãos de hoje é normal comemorar a Páscoa com ovo de chocolate, coelho, malhação de Judas, abstinência de carne vermelha, etc. É o sincretismo do comércio, com a crendice popular e o religioso. Muitas dessas práticas, como o ovo e o coelho, vêm de cultos pagãos, onde eram símbolo de fertilidade e vigor sexual.

Na sociedade moderna o cordeiro de Deus (Jo 1.29) foi trocado pelo coelho. E o mais terrível é que isto não é algo apenas do comércio, mas um ensino repassado pelas escolas. Corremos sério risco, em um futuro próximo, de nossos filhos não saberem de fato o que é a Páscoa, e esquecerem completamente do sentido da morte e ressurreição de Jesus.

A Páscoa que comemoramos tem sua origem no Velho Testamento, quando da saída do povo de Israel do Egito. Na noite da  saída, Moisés instituiu a Páscoa (Êx. 12). O povo ainda estava no Egito, mas pela fé, Moisés mandou que as famílias se reunissem prontas para a partida, e que matassem um cordeiro sem defeito, e que seu sangue fosse passado nos portais das portas, para que o anjo da morte não atingisse seus filhos. A carne do cordeiro deveria ser comida, com ervas amargas e pães sem fermento, para lembrar os anos amargos passados na escravidão. Naquela noite o anjo da morte passou por cima (daí a palavra páscoa) das casas dos israelitas, e seus filhos foram livres da morte pelo sangue do cordeiro.

 Jesus é o “cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (Jo. 1.29). Assim como os israelitas eram escravos no Egito, o homem é escravo do pecado (Jo. 8.34). Pelo pecado cada ser humano está condenado à morte (Rm. 3.1-23; 6.23). Mas, pelo sangue do “cordeiro de Deus” somos livres do pecado e da morte (Ef. 1.7; I Jo. 1.7). “Cristo é a nossa páscoa” (I Co. 5.7). Ele morreu para pagar por nossos pecados, e ressuscitou ao terceiro dia, garantindo-nos a vitória sobre a morte. Por isso mesmo podemos cantar como Paulo: “Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graça a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo” (I Co. 15.55-57). A Páscoa é a passagem da morte para a vida em Cristo (Jo. 5.24), da escravidão do pecado, para a liberdade em Cristo Jesus (Jo. 8.36). Feliz Páscoa!

Anúncios

Comentários em: "NÃO TROQUE O CORDEIRO PELO COELHO" (1)

  1. Francelice Mendes disse:

    Estou enviando este texto (impresso)para as professoras da Alice e Lara. Desde quando começou o período em que as escolas falam muito sobre a páscoa, temos conversado sobre o verdadeiro sentido da Páscoa. Hoje, perguntei para a Alicinha qual era o verdadeiro sentido, para a minha surpresa ela disse: mamãe é pq p colehinho morreu numa cruz, demonstrou que está confusa…fiquei apavorada!!! Expliquei de novo, mais uma vez. Nessa situação que parece cômica, percebo como mãe que a competição da escola com nós pais crentes é muito forte, os recursos didáticos podem ser mais eficientes pela qualidade e tempo na escola, fiquei pensando e decidi que eu vou “atacar” com a arma que tenho lá na sala de aula, Vou enviar este texto para elas e para a coordenação também, não tenho os recursos que eles têm, mas, tenho a Palvra que é Vida e minha “voz” para proclamar a verdade sobre a páscoa. O texto é perfeito, e vai ajudar muito nesse momento. Quanto a explicar para as minhas crianças não desisitirei jamais, elas ouvirão sempre de mim, o verdadeiro sentido desta festa. Obrigada Pr. Gilvan, por nos ajudar nestes momentos. Deus abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: